Como escolhemos a creche do nosso filho em Toronto

Antes de falar como escolhemos a creche do nosso filho em Toronto eu gostaria de deixar claro que aqui a licença maternidade remunerada dura até um ano, porém a remuneração não é o salário completo, o governo faz um cálculo que varia de acordo com o tempo da sua licença. Posto isso, vale ressaltar também que a maioria das mães escolhe ficar um ano de licença maternidade.

Eu escolhi pegar seis meses de licença e depois mudei para sete meses porque passei o último mês de licença no Brasil, sendo assim meu filho foi para creche com oito meses. Para os padrões canadenses ir para creche com oito meses é muito cedo e eu ouvi comentários sobre isso (obviamente). Mas para nós, brasileiros, que estamos acostumados com 4 meses de licença maternidade, ter 7 meses é algo sensacional.

E preciso dizer que foi a melhor coisa ter pego esse tempo pois minha licença foi durante o inverno e durante a pandemia de covid-19, então eu realmente fiquei 6 meses quase que sem sair de casa. Ia pra rua para passear com o cachorro e ir ao mercado, depois de um tempo percebi que fiquei um pouco abalada psicologicamente com a falta de convívio social por tanto tempo.

Mas esse post é sobre a creche, né? Bom, todos diziam que é muito difícil achar creche com vaga, então eu já entrei para a fila de espera quando estava grávida e quando foi a hora do Ethan ir para a creche eu tinha 3 opções para escolher, uma delas foi descartada porque era muito contra-mão para nós. 

Ficamos com duas opções: a creche perto de casa que tinha a professora portuguesa e a creche perto do trabalho. Obviamente você deve pensar que escolhemos a creche perto de casa, mas não, escolhemos a perto do trabalho. Isso porque nessa época já sabíamos que iríamos nos mudar em breve, então escolhemos a creche perto do trabalho porque é no caminho e se um dia precisar (como já precisou) sair do trabalho mais cedo para pegar ele por causa de algo (nariz escorrendo), chegaríamos mais rápido na creche perto do trabalho.

No site da prefeitura você consegue ver as notas das creches em cada quesito, como limpeza, alimentação, equipe, etc. Em geral a maioria das creches tem nota boa. E vale ressaltar que existem dois tipos de creche, ou daycare como eles chamam aqui. Tem o child care center que o Ethan vai e tem o home daycare, que é uma pessoa habilitada e com licença para ter uma creche em casa. Algumas pessoas preferem o home daycare pois os pais têm mais contato com a professora, não tem divisão de turmas, então irmãos ficam juntos, etc. Nós escolhermos um child care center porque eles dão atividades de acordo com a idade e porque são professoras que estudaram para esse trabalho. As duas opções são boas, daí vai da escolha de cada um.

Como estamos no meio da pandemia de covid-19 não pude conhecer a creche, a supervisora me mandou 3 fotos da sala que ele ficaria e só. Ou seja, segura na mão de Deus e vai. No primeiro dia ele ficou apenas 3 horas, depois 4 horas, depois 5 horas e pronto, tudo certo. Graças a Deus ele chorou só no segundo e no terceiro dia e depois já começou a se familiarizar com o ambiente e com as professoras. Detalhe que todo mundo usa máscara, face shield e avental, então ele nem consegue ver o sorriso delas =/

Até hoje eu não entrei na creche dele, só deixo ele lá na entrada e pronto. Espero que essa pandemia acabe para eu pelo menos ver a sala dele né. Mas eu acho que ele gosta de lá porque além de ele comer bastante na creche, ele já não quis ir embora algumas vezes. 

Ah, na sala dele tem só três alunos: ele e mais duas meninas, que são gêmeas. Sabe quando elas fazem aniversário? No mesmo dia que o Ethan! Então teve bolo no dia 28 de julho e elas perguntaram se ele poderia comer e eu disse que sim! Só um pouquinho de açúcar uma vez na vida né, rsrs!

2 thoughts on “Como escolhemos a creche do nosso filho em Toronto”

  1. melhor parte

    “Mas eu acho que ele gosta de lá porque além de ele comer bastante na creche, ele já não quis ir embora algumas vezes.”

  2. Que bom que o Ethan adaptou na creche!!
    E ótimo também ter profissionais capacitadas!!
    E o número pequeno de crianças.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *